fbpx

Sinop se aproxima de mil alvarás emitidos para novas obras; área construída cresce

O mais novo relatório da secretaria de Planejamento Urbano e Habitação da prefeitura apontou que, mês passado, (maio), 193 alvarás para novas obras residenciais e comerciais foram emitidos. O total do ano chegou em 977. O relatório que Só Notícias teve acesso, também registrou três unificações, 8 desmembramentos e 23 alvarás renovados.

Consta ainda que, durante o mês, dos alvarás liberados, 126 são unifamiliares, 37 comercial, 21 multifamiliar, 7 misto e dois institucional. O valor arrecadado conforme o número de alvarás liberados on-line é de R$ 791,4 mil. Foram 55 mil metros quadrados de área construída, 15 mil a mais que no mesmo mês de 2023.

Nos primeiro cinco meses deste ano foram emitidos 977 alvarás emitidos. Em comparação com o mesmo período do ano passado (1.148) houve queda de 14%.

Já o habite-se, documento que a prefeitura emite para comprovar a construção de um imóvel seguindo todas as regras estabelecidas pelo município, foram 571 este ano até o momento, janeiro 88, fevereiro 133, março 102, abril 121 e maio 127.

Fonte: Só Notícias/Kelvin Ramirez – 04/06/2024

Modernização de lei para construções prediais evidencia potencial vertical de Sinop e emissão de alvarás bate recorde

O novo recorde obtido em relação à emissão de alvarás de construção em novembro, com 389, é 84,36% maior que o mesmo mês em 2022, quando foram registradas 211 emissões. O número expressivo é reflexo da pujança da construção civil no município, mas também resultado da lei complementar, sancionada há cerca de um ano pelo prefeito Roberto Dorner, que ajustou novos limites para construções prediais em Sinop, o que vem evidenciando o potencial de verticalização do município.

O resultado deste ano, representa 57.245,9 metros quadrados autorizados para construção. Considerando o resultado de janeiro a novembro de 2023, foram 3.092 emissões, isto é, um crescimento de 19,2% em relação ao mesmo período de 2022, com 2.594 emissões. Já sobre o habite-se (documento que a Prefeitura emite para comprovar a construção de um imóvel seguindo todas as regras estabelecidas pelo município, tornando-o apto para servir como moradia), o crescimento é de 21,48%, com 1.346 emissões em 2023 e 1.108 no ano anterior.

As mudanças na legislação foram definidas pelo prefeito e equipe do Executivo, e aprovadas pelos vereadores na Câmara Municipal. O intuito é fomentar o desenvolvimento do município, já que, na prática, a quantidade de pavimentos na região do quadrilátero central (formada pelas avenidas Palmeiras, Tarumãs, Jacarandás e Ingás) fica livre.

Fora desta área, os novos prédios passaram a poder ter até 25 andares quando localizados em avenidas (antes o limite era 21) e, em ruas, onde antes os edifícios poderiam ter até 8 andares, podem ter agora o máximo de 12 pavimentos. “Foram mudanças essenciais para o nosso município e hoje nós já vemos os frutos sendo colhidos, com diversos prédios sendo construídos em diferentes regiões”, destacou o prefeito.

De acordo com o diretor do Núcleo de Projetos e Desenvolvimento Urbano de Sinop, Luiz Henrique Magnani, os ajustes proporcionaram que Sinop ganhasse uma nova cara. “Sinop vem dando uma virada nessa questão da verticalização a partir da mudança da Lei, quando a atual gestão entendeu que sem as alterações legais inviabilizaria que Sinop se verticalizasse. Então, numa ação da gestão, através do prefeito Roberto Dorner, que entendeu esse propósito, fizemos essa alteração legal e hoje Sinop vem respondendo significativamente. Foi uma ação da gestão que refletiu significativamente na criação de um novo município, que vai se verticalizar e crescer exponencialmente nos próximos anos”.

Um desses empreendimentos, cuja construção foi viabilizada em decorrência da mudança da legislação, é o SKY 360, prédio comercial que será edificado na rotatória do cruzamento das avenidas Figueiras com Magda Pissinatti, na região do Residencial Florença. A unidade, que é uma parceria da Haacke Empreendimentos com a World Trade Center (WTC), deve contar com 25 andares (caso não houvesse a modernização, o prédio poderia ter 21 andares).

“Foi uma modernização que evidenciou o potencial de Sinop não só para a região ou Estado, mas sim para o mundo. E assim como esse empreendimento, outros poderão ser instalados em nosso município através do avanço dessa lei. Isso significa novos empreendimentos e, consequentemente, mais geração de empregos e renda”, completou Dorner.

Fonte: https://www.sinop.mt.gov.br/Noticias/Modernizacao-de-lei-para-construcoes-prediais-evidencia-potencial-vertical-de-sinop-e-emissao-de-alvaras-bate-recorde-11557/

Primeiro voo da LATAM na rota Sinop-Guarulhos registra 86% de ocupação

A LATAM, que se tornou mais eficiente e competitiva, lançou oficialmente a rota Sinop-São Paulo/Guarulhos em 1º de novembro, com uma taxa de ocupação de 86% no voo inaugural. Essa nova rota, a segunda da companhia na região após Sinop-Brasília, tem a previsão de transportar mais de 38 mil passageiros por ano.

Essa operação conecta diretamente a região do norte mato-grossense ao principal hub da LATAM no Brasil, localizado em Guarulhos, de onde a companhia oferece conexões para mais de 50 destinos no Brasil e outros 90 destinos internacionais.

A diretora de Vendas e Marketing da LATAM Brasil, Aline Mafra, destacou que o investimento considera a demanda forte e consistente da região, observando que a rota Sinop-Brasília já havia registrado um alto índice de ocupação e transportado 90 mil passageiros em 17 meses. Agora, a nova rota permitirá um rápido acesso a toda a conectividade de Guarulhos.

O voo Sinop-São Paulo/Guarulhos é operado quatro vezes por semana, utilizando aeronaves Airbus A319 com configuração de até 12 passageiros na cabine Premium Economy e 126 na Economy. A duração média do voo é de 2 horas e 30 minutos, com horários que facilitam a conexão entre as duas cidades. Além disso, o voo Sinop-Brasília continua sendo operado em dias específicos, oferecendo mais opções para os passageiros da região de Sinop.

Fonte: https://aeroin.net/primeiro-voo-da-latam-na-rota-sinop-guarulhos-registra-86-de-ocupacao/

Sinop celebra marco histórico com a Inauguração do World Trade Center, impulsionando o horizonte econômico da região

Mais um passo importante para o desenvolvimento foi dado, na tarde desta quarta-feira (23),  em Sinop. O prefeito Roberto Dorner entregou nas mãos do empresário Carlos Júlio Haacke, da Haacke Empreendimentos, o alvará de construção do SKY 360, prédio comercial que será edificado na rotatória do cruzamento das avenidas Figueiras com Magda Pissinatti, no residencial Florença.  “Sinop já tem um ganho muito grande com essa empresa se estabelecendo e construindo em nossa cidade. Com esse prédio, então, vai chamar a atenção do mundo, onde os grandes investidores, as pessoas que trabalham no agronegócio, vão ter um lugar especial para trabalhar. Então eu fico muito feliz”, destacou Dorner.

Esse é o primeiro prédio do complexo que será construído a partir da parceria da Haacke Empreendimentos com a World Trade Center (WTC) – maior plataforma de negócios e investimentos do mundo -.  A unidade deve contar 25 andares e foi pensado na sustentabilidade. “O prédio vai ser altamente sustentável em todos os sentidos, desde a parte externa dos vidros e a tecnologia que vai ser usada, a parte de ar-condicionado, que vai ser central, de uma forma tecnologia verde, e tudo mais vai ser sustentável dentro do prédio. A tecnologia vai ser utilizada para poder fazer acessos e controles, tudo isso também tem envolvido sustentabilidade e alta tecnologia”, destacou o presidente da Haacke Empreendimentos, Carlos Júlio Haacke.

O SKY 360 faz parte da primeira fase de implantação do complexo, como explicou Carlos Dalben, representante da Mundial Lançamentos. “Foi feito uma reserva de 8 terrenos no local [região do Florença], onde esses terrenos vão ser compostos em várias fases do empreendimento. A primeira fase, é o Sky, que será feito na rotatória. As demais [torres] serão subsequentes. Vai ter hotelaria, centro de saúde com hospital, centro de educação, nós vamos ter outros centros comerciais e corporativos, bem como também alguns residenciais estão previstos, mas isso dentro de um faseamento de obras ao longo de 10 a 15 anos todos esses produtos”, pontuou, ao destacar que devem construídas 10 torres.

Dalben destacou ainda a importância da marca WTC para o empreendimento. “O WTC é a maior grife de negócios do mundo. Quando se fala em negócios, o WTC aparece em primeiro hoje, então é a maior marca de negócios do mundo, então ele sugere uma centralidade de negócios, tanto pelo empreendimento, pelo local físico, como da WTC Business Club, onde há uma interligação de empresários, de empresas relacionadas ao agro e também outras que vão operar e direcionar suas atividades, operações, eventos no complexo”, acrescentou.

A Câmara de Vereadores também teve papel fundamental para que esse projeto saísse do papel. “Havia a necessidade de alteração da tabela, que tem os parâmetros para a construção de edifícios. Tinha uma limitação e alguns vazios da lei em algumas regiões da cidade, então, nós entendemos como importante essa alteração mesmo antes da conclusão do Plano Diretor para liberar realmente esse tipo de empreendimento. A gente fica feliz de ver hoje a entrega do alvará do primeiro prédio desse complexo de edifícios. São empresas investindo na cidade, trazendo emprego, renda e desenvolvimento e, nós lá na Câmara, somos parceiros em qualquer legislação que venha sempre a destravar o município e melhorar o desenvolvimento urbano da cidade”, destacou o presidente da Câmara, vereador Paulinho Abreu.

A entrega do alvará foi feita no gabinete do prefeito e contou com a presença também do secretário de Desenvolvimento Econômico, Klayton Gonçalves e, do diretor do ProdeUrbs, Luiz Henrique Magnani.

FONTE: https://www.sinop.mt.gov.br/Noticias/Prefeito-entrega-alvara-de-construcao-de-predio-e-marca-chegada-do-world-trade-center-em-sinop-11233/

Preço dos aluguéis no país sobe 17% em um ano; O Melhor Momento para Sair do Aluguel e Conquistar sua Casa Própria

Nos últimos 12 meses, o preço do aluguel residencial do país subiu de 16,76%.

É o que aponta o Índice FipeZAP+ de Locação Residencial, que acompanha o preço médio de locação de apartamentos prontos em 25 cidades e foi divulgado nesta quinta-feira, 16. O indicador encerrado em janeiro deste ano superou a inflação acumulada pelo IPCA/IBGE (+5,77%) e IGP-M/FGV (+3,79%).

Todas as 25 cidades monitoradas pelo índice apresentaram aumento nos preços. Entre as capitais as maiores altas foram registradas em Goiânia (+32,37%); Florianópolis (+30,97%) e Curitiba (+23,75%). Na sequência estão Fortaleza (+22,39%); Belo Horizonte (+20,99%); Rio de Janeiro (+18,60%); Recife (+16,55%); Salvador (+15,51%); São Paulo (+14,85%); Porto Alegre (+11,89%) e Brasília (+9,25%).

Em janeiro, o preço do aluguel dos imóveis residenciais subiu 1,21%, acelerando em relação ao resultado de dezembro (+0,88%), superando os dados do IPCA/IBGE (+0,53%) e do IGP-M/FGV (+0,21%). Das 25 cidades monitoras, 24 apresentaram elevação dos preços do aluguel no período, incluindo as 11 capitais incluídas: Goiânia (+3,29%); Florianópolis (+2,00%); Fortaleza (+1,94%); Curitiba (+1,75%); Rio de Janeiro (+1,75%); Brasília (+1,23%); Belo Horizonte (+1,12%); Recife (+0,86%); Porto Alegre (+0,79%); São Paulo (+0,72%); e Salvador (+0,66%)

Em janeiro, o preço médio de locação residencial com base em dados de 25 cidades monitoradas foi de R$ 37,13/m² em janeiro de 2023. Na avaliação das capitais, das 11 incluídas no índice, São Paulo apresentou o preço médio de locação residencial mais elevado (R$ 45,90/m²), seguida pelos valores médios em: Recife (R$ 42,88/m²), Florianópolis (R$ 39,79/m²), Rio de Janeiro (R$ 38,31/m²) e Brasília (R$ 36,87/m²). Já as capitais com menor valor de locação, segundo os dados da última apuração mensal, foram as seguintes: Fortaleza (R$ 23,70/m²), Goiânia (R$ 27,14/m²), Porto Alegre (R$ 28,03/m²) e Curitiba (R$ 30,50/m²).

Portanto, diante do cenário de aumento dos preços dos aluguéis, é essencial considerar a possibilidade de sair do aluguel e investir em uma casa própria. Com planejamento financeiro adequado e as condições favoráveis de financiamento disponíveis, torna-se viável transformar o sonho da casa própria em realidade.

Ao optar por financiar uma casa, você estará direcionando seu dinheiro para um investimento sólido e de longo prazo. Enquanto os aluguéis continuam a subir, os pagamentos mensais do financiamento se tornam um investimento em seu patrimônio, permitindo que você construa um ativo valioso ao longo do tempo.

Além dos benefícios financeiros e da liberdade de personalização, investir em uma casa própria traz estabilidade e segurança para você e sua família. Não depender mais do risco de aumentos frequentes nos aluguéis proporciona tranquilidade e a certeza de um lar estável a longo prazo.

O Grupo Trader é a solução completa para ajudá-lo a conquistar sua casa própria. Com a Casa Gold Imóveis, você terá todo o suporte necessário para comprar ou vender seu imóvel. Já a Barah Projetos e Construções cuidará de todo o projeto e construção, garantindo qualidade e excelência.

Além disso, oferecemos todo o processo de financiamento por meio da Trader Cred, tornando o acesso ao crédito mais fácil e simplificado. Nossa equipe especializada está pronta para auxiliá-lo em todas as etapas, desde a escolha do imóvel até a aprovação do financiamento.

Fonte: https://exame.com/mercado-imobiliario/preco-dos-alugueis-no-pais-sobe-17-em-um-ano-veja-variacao-por-capital/

IPTU com 15% de desconto à vista em Sinop vence na próxima semana

A cota única do Imposto Predial e Territorial Urbano, com desconto de 15%, vence na próxima segunda-feira (15), mesma data de vencimento da primeira parcela. Para quem escolheu pagar em três vezes, com 5% de desconto, a primeira é dia 15 e as demais em 15 de junho e 15 de julho. O imposto também pode ser quitado em seis vezes, este sem desconto, e a última parcela é em 15 de outubro.

O lançamento da cobrança do IPTU foi feito para 96 mil imóveis. Os contribuintes podem imprimir as guias de pagamento no site oficial, solicitar via WhatsApp, se dirigir até o Centro de Atendimento ao Contribuinte, próximo a antiga rodoviária ou ir ao Ganha Tempo das 8h às 17 horas, no Jardim Botânico.

O valor total lançado, incluso IPTU, taxa de lixo e contribuição pública é de R$ 119,5 milhões. Nas mesmas datas do IPTU vence a taxa de lixo.

Fonte: Só Notícias/Ana Dhein (foto: assessoria/arquivo) – publicada em 09/05/2023 – 15:29

Novo empreendimento em Sinop tem previsão de valorização a partir de 40%

Sinop, uma cidade em constante crescimento no norte do Mato Grosso, acaba de ganhar um novo empreendimento que promete revolucionar o mercado imobiliário local. Trata-se do Residencial Zurique, um condomínio residencial completo e moderno que está previsto para ser entregue em janeiro de 2026.

Com uma localização privilegiada e infraestrutura completa, o Zurique é uma das melhores opções tanto para quem busca um lugar para morar quanto para quem deseja fazer um investimento seguro e rentável. Segundo especialistas do setor, a previsão é de que o empreendimento tenha uma valorização a partir de 40%, o que o torna uma opção muito atrativa para quem deseja investir no mercado imobiliário.

Os apartamentos do Zurique são espaçosos e confortáveis, com tamanhos que variam entre 102 e 113 m². Cada apartamento possui três dormitórios, sendo uma suíte, além de um banheiro social e uma varanda gourmet, perfeita para reunir amigos e familiares em momentos especiais. E o melhor de tudo é que todos os apartamentos possuem acesso à piscina com prainha, brinquedoteca, playground externo, espaço fitness, bicicletário e duas vagas de garagem, garantindo muito mais comodidade e lazer para os moradores.

Não há dúvidas de que o Residencial Zurique tem tudo para se tornar um sucesso de vendas e investimento em Sinop. Com uma construtora de renome, Peretti empreendimentos, uma localização estratégica e uma infraestrutura completa, o empreendimento é uma excelente opção tanto para quem deseja comprar a morada própria quanto para quem busca uma oportunidade de investimento com ótimo potencial de valorização. Não perca essa chance e agende agora mesmo uma reunião conosco para conhecer mais do Residencial Zurique no nosso tour 360°

Venda de imóveis novos tem maior volume desde 2014

Venda de imóveis novos tem maior volume desde 2014; lançamentos recuam.

 

O Brasil registrou a venda de 156.730 novos imóveis em 2022, um aumento de 9,2% sobre o ano anterior. O volume de venda de imóveis novos é o maior registrado desde 2014 e mostra que o mercado imobiliário segue gerando oportunidades.

Os dados são de levantamento divulgado nesta quarta-feira pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Venda de imóveis novos na baixa renda baliza o mercado

O primeiro semestre de 2022 foi marcado por dificuldades em relação ao preço dos insumos e a defasagem dos subsídios do então programa Casa Verde Amarela. Isso impactou o segmento da baixa renda, que teve uma redução de 4% no volume de lançamentos (caindo de 88.746 para 85.180 unidades) e de 6,4% nas vendas (de 113.008 para 105.826 residências).

“Com a readequação do programa para dar capacidade de compra para a população, tivemos resultados mais positivos no segundo semestre”, explicou o presidente da Abrainc, Luiz França, em coletiva para apresentar os números à imprensa.

Para 2023, a expectativa das incorporadoras está no aumento do orçamento dos recursos do FGTS, que pode ter um subsídio 129% maior na comparação com 2022. “A partir disso, podemos atingir números inéditos”, apontou França.

Já no segmento de Médio e Alto Padrão (MAP), o volume de lançamentos caiu drasticamente (-31,4%). Porém, as vendas dispararam, com um salto de 67,8%, passando de 27.937 para 46.878 unidades comercializadas.

Em vendas, este foi o melhor resultado do segmento na série histórica, além de ainda representar o segundo maior volume de lançamentos.

A alta do aluguel deu relevância para a compra de imóveis, num momento em que o consumidor procura fontes seguras para investir. Em janeiro e fevereiro de 2023, inclusive, estamos observando um mercado muito positivo, acima da expectativa”, ressalta o presidente da Abrainc.

Otimismo entre os incorporadores

Segundo levantamento realizado pela Abrainc/Deloitte no quarto trimestre de 2022, 96% das incorporadoras afirmaram que pretendiam realizar novos lançamentos em um período entre 3 e 12 meses.

A compra de terrenos também está na mira do setor construtivo, já que a mesma pesquisa mostrou que 86% das empresas consultadas pretendem adquirir terrenos no período de um ano.

“As empresas estão capitalizadas e têm tido um bom nível de vendas, com uma negociação de preço de venda bastante equilibrada. Considero que os preços estão muito interessantes e não sei por quanto tempo teremos esses números”, destaca França.

Estoque em estabilidade

De acordo com o presidente da Abrainc, o estoque atual é “equilibrado e confortável”. O ano de 2022 foi encerrado com um estoque de 144 mil unidades no segmento econômico, enquanto em 2021 o montante era de 145 mil unidades.

O tempo em que os imóveis permanecem na prateleira após ficarem prontos também manteve estabilidade, com 15 meses de duração. Na média histórica, mensurada desde 2018, o tempo médio de duração do estoque é de 14 meses.

“Os estoques não mostram uma superoferta. Falando sobre o MAP, com volume de estoque caindo, a tendência de preço é subir”, destaca França.

Incorporadoras aguardam movimentações que podem favorecer negócios

Na avaliação do presidente da Abrainc, para que em 2023 o setor mantenha o ritmo de crescimento, é importante que o Banco Central realize medidas regulatórias para aumentar a oferta de crédito imobiliário disponível.

“Uma possível medida seria o aumento no percentual de recursos da Poupança que é direcionado obrigatoriamente ao crédito imobiliário, dos atuais 65% para 70%. Também é possível avaliar outras alternativas de estimulo ao financiamento habitacional, como a redução dos juros de credito imobiliário no IRPF”, explica.

Valor dos imóveis sobe e distratos diminuem

No ano passado, o valor médio dos imóveis novos vendidos subiu 10% e ficou em R$ 344,5 mil, enquanto a média de preços dos lançamentos foi de R$ 381,4 – uma alta de 11,4% em relação a 2021.

A baixa relação entre distratos e vendas de unidades do segmento MAP é outro ponto a destacar em 2022. No ano, essa relação atingiu o menor patamar da série histórica (9,5%), o que representou uma queda de 1,4 ponto percentual em relação a 2021.

Para efeito de comparação, no fim de 2018, quando foi publicada a Lei nº 13.786/18 (Lei do Distrato Imobiliário), que estabeleceu parâmetros para a resolução de contrato de compra e venda de imóveis por desistência e por inadimplemento das partes, a relação distratos/vendas entre os imóveis de Médio e Alto Padrão estava próxima dos 50%.

Fonte: Rodrigo Arend – Jornalista multimídia 
Matéria publicada por: imobireport em 29 de março 2023.

Construtora anuncia maior torre residencial do ‘Nortão’ em Sinop

A construtora São Benedito, responsável por 50 empreendimentos verticais em Cuiabá, fez o pré-anuncio da construção de um prédio residencial em Sinop, classificado como ‘a maior torre residencial do Nortão’. A expectativa é que no início do segundo semestre deste ano, o projeto seja apresentado.

De acordo com o diretor financeiro do grupo, Omar Maluf, o empreendimento será construído em um dos locais mais nobres do município.

“É antigo o nosso desejo de levar nosso conceito de moradia para Sinop, uma região emblemática e produtiva de Mato Grosso, nossa marca precisa contemplar também os sinopenses com o estilo São Benedito de Viver e Morar, para tanto nosso primeiro grande projeto será edificado em uma das áreas mais privilegiadas da cidade, nas Avenidas das Acácias e Embaubas. Esperamos o momento certo para contemplar Sinop, era preciso mudanças na legislação municipal, a evolução veio e assim vamos seguir em franco desenvolvimento”, disse.

 

O anúncio da construção acontece após o novo Código de Obras de Sinop ser aprovado pela Câmara dos Vereadores.

 

“Agora com a nova Lei é possível construir empreendimentos verticais acima de 20 andares, o que atende nossos principais projetos”, disse o diretor.

 

Ainda conforme a construtora, a projeção é construir uma torre de até 40 andares, aproximadamente 134 apartamentos, com investimento superior a R$ 300 milhões

 

fonte: https://www.bomdiamt.com.br/2023/03/28/construtora-anuncia-maior-torre-residencial-do-nortao-em-sinop/?fbclid=IwAR2zFurf17u55J8rLurUYmn34zlR2z31TAIgEr8jndnuIdeAsqzNnLrTnBs

4 dicas para começar a investir em imóveis em 2023

Saiba o que fazer para entrar no mercado imobiliário e fazer bons negócios

 

Investir no mercado imobiliário é bastante vantajoso, mas para colher bons frutos é preciso muito planejamento e estudo. Se você quer entrar no setor e fazer bons negócios, precisa acompanhar métricas, tendências e novidades, além de adotar algumas outras práticas. Separamos algumas dicas para ajudar você a começar a investir em imóveis. Veja quais são elas a seguir.

Nesse cenário, há muitas oportunidades para fazer bons negócios, mas é preciso pesquisar bastante antes de fazer qualquer transação. Você quer entrar nesse mercado e se tornar um investidor? Neste texto você verá 4 dicas para começar a investir em imóveis. Boa leitura!

1. Conheça os tipos de imóveis

Antes de começar a investir é importante pensar que tipo de negócio será mais rentável para o seu caso. Para isso é fundamental ter o seu objetivo bem claro. Você deseja ter um retorno a curto, médio ou longo prazo? Você busca uma liquidez rápida? Deseja trabalhar com construção e reformas?

Após pensar nas suas expectativas e estabelecer metas, estude os tipos de imóveis e veja quais deles trará mais vantagens a você.

 

Imóvel pronto

Adquirir um imóvel pronto é uma boa opção para quem pretende vender a propriedade no futuro, quando ela sofrer uma valorização, reformá-la para depois vender ou alugá-la para outras pessoas. No último caso, o investidor poderá contar com uma renda mensal fixa, que é o aluguel.

Imóvel na planta

Imóveis em construção ou lançamento também podem render bons frutos para os investidores. Isso porque as propriedades costumam ser mais baratas na planta e têm um potencial de valorização alto.

Nesse caso, preste atenção na região em que está o imóvel e avalie se ela tem infraestrutura e tende a se desenvolver mais no futuro.

Quer saber mais sobre as vantagens de investir em apartamento na planta?

Terrenos

Ainda é possível investir em terrenos, principalmente se eles estiverem em uma área que tem potencial para se desenvolver no médio prazo. Caso o objetivo seja revender o terreno, o investimento é ainda mais baixo e, portanto, oferece menos riscos. Se o investidor quiser construir um imóvel, ele terá como vantagem mais possibilidades para customizar o espaço.

2. Estude o mercado

Todo investimento tem seus riscos. No mercado imobiliário não é diferente. Por isso, dedique tempo para estudar esse mercado, que é medido por diversos indicadores. Estude os dados disponíveis, os índices, as oscilações da economia e as tendências. Em um setor que está em constante inovação não é possível deixar de acompanhar as novidades.

 

Ao estudar o mercado você terá informação suficiente para avaliar as melhores oportunidades, saber quais áreas estão se valorizando e conhecer as tendências que podem trazer a você mais benefícios.

3. Conheça bem o imóvel

Para fazer um bom investimento é preciso conhecer muito bem o imóvel em que você pretende investir. Ou seja, além de saber as características da propriedade, é importante estudar a região em que ela está, a sua situação legal e o histórico da sua construtora.

As questões legais merecem uma atenção especial, pois podem ajudar a evitar muitas dores de cabeça no futuro, como dívidas ou pendências judiciais.

4. Entenda o seu lucro

Ao decidir fazer um investimento você precisa saber quanto ganhará com ele. Por isso é importante saber calcular a taxa de retorno, que considera o ganho ou a perda financeira em um período de tempo específico.

 

Para fazer o cálculo é preciso somar todo o valor gasto, incluindo todas as taxas  e os impostos, e dividi-lo pelo lucro líquido que você terá com o aluguel ou a venda do imóvel.

Investir no mercado imobiliário pode ser bastante vantajoso, mas demanda muito estudo e planejamento. Neste artigo você compreendeu a importância de conhecer os seus objetivos, acompanhar os índices e as tendências do mercado, conhecer o histórico e a situação legal dos imóveis em que pretende investir e saber prever o seu lucro com cada negócio.

 

Fonte: Blog Tecnisa – matéria publicada em 05/08/2019 – http://www.tecnisa.com.br

Poxa... Já vai embora?

Temos muitas outras opções para você.

Chame um dos nossos especialistas no WhatsApp 👇