fbpx

Publicado em

Caixa pretende injetar mais R$ 20 bi em crédito imobiliário com liberação de compulsório

A liberação de parte dos depósitos compulsórios no Banco Central para ampliar a capacidade de oferta de crédito imobiliário é uma demanda antiga de instituições financeiras para atender a demanda aquecida por crédito imobiliário. A vice-presidente de Habitação do banco, Inês Magalhães, afirma que a medida – permitindo a utilização de 5% dos recursos da poupança – poderia injetar aproximadamente R$ 20 bilhões no financiamento da casa própria.

Segundo Magalhães, esta discussão sobre liberação dos recursos tem avançado tanto no Banco Central quanto na Fazenda. Embora a decisão de liberar os compulsórios seja competência do Conselho Monetário Nacional (CMN), há simpatizantes da proposta no governo Lula, que veem nela uma oportunidade para estimular a atividade econômica em curto prazo. Contudo, dentro do Banco Central, a discussão é recebida com cautela devido ao caráter temporário do estímulo e à ausência de solução para questões estruturais, como o esgotamento da poupança como fonte principal de financiamento imobiliário.

Inês Magalhães destaca a necessidade de encontrar soluções para a mudança na relação dos brasileiros com seus investimentos, uma vez que a poupança vem perdendo atratividade. Além disso, a vice-presidente menciona a securitização como uma alternativa viável, embora reconheça os desafios de implementá-la sem encarecer o crédito imobiliário.

Fonte: Folha de S.Paulo

Gostou do artigo?


Podem ser do seu interesse

Poxa... Já vai embora?

Temos muitas outras opções para você.

Chame um dos nossos especialistas no WhatsApp 👇